Header Ads

test

Meu relato sobre as testemunhas de Jeova

Já que muitos testemunhas de Jeová insistem em bater de frente com as postagens aqui deste blog, principalmente por causa das imagens subliminares aqui postadas, eles merecem esta postagem.



  Eu falo aqui de todas as religiões, não sei porque não falaria sobre eles, mas eles se acham tão intocáveis e tão perfeitos, melhores do que todas as outras religiões e por esta razão que merecem ser criticados com mais força ainda, porque  eles afirmam que  todas as outras religiões são falsas e serão destruídas e somente eles escaparão do grande julgamento ao qual chamam de Armagedom o qual já marcaram tantas datas e nunca aconteceu. Por favor né, somente quem não conhece esta religião deve achar ela inofensiva, quando na verdade é tão  pior do que tantas outras, eu tenho contra esta religião tanto quanto tenho por todas as outras.



Eles são nitidamente uma seita porque não permitem nada a seus membros, se fecham numa interpretação particular da Bíblia e manipulam os seus membros ao seu bel prazer, eu nunca fui testemunha de Jeová, não sou e nunca vou querer ser porque conheço muitos e sei que não são nada do que dizem, dividem até parentes e amigos dizendo que seus membros não devem se associar com pessoas que não são da seita.
 Apenas sei que tem muita gente boa e honesta lá como em qualquer religião e que  Deus há de tirar no tempo certo para que não promovam a mentira pensando que promovem a verdade.


  Veja mais depoimentos em videos aqui  Agora deixo este relato que encontrei na Net, porque sei que é verdadeiro, pois descreve exatamente oque ocorre lá dentro.



  Me chamo Sérgio e moro em uma cidadezinha na região metropolitana do Salvador/BA, mas sou Cearense (Fortaleza/CE). Sou deficiente físico, e sou TJ desde 1980, quando meu pai se batizou e começou a converter a toda a família de maneira ditatorial, com os filhos que nem sabiam o que é uma religião. Meus irmãos e eu sofremos muito com o fanatismo do meu pai. Mas ao completar 15 anos, achei que esse realmente era o caminho, pois comecei a sentir uma força superior que me guiava e respondia minhas angustias mais sufocantes. Batizei-me, tornei-me servo ministerial, e acreditava que o paraiso era o salão do reino.

  Com o tempo comecei a ser invejado, quando me tornei ancião, porque, por ser uma ancião amoroso e caloroso, todos me procuravam para aliviar seus pesares, sempre gostei de dr conselhos, ao contrario dos outros anciãos que eram muito rigosos com as ovelhas, a coisa piorou quando tornei-me secretário sa congregação e dirigente de A Sentinela, parece que o mundo caiu ao meu redor, os outros anciãos fizeram durante 8 anos, um complô para tirar-me das funções durante as visitas do Sup.de Circuito) porque, segundo eles, eu não fazia meu maximo no campo, gostava de me rebelar contra certas normas que não aceitava (como não falar com inativos e desassociados - como posso amar o meu proximo se desprezo quem conviveu comigo tantos anos ao meu lado, por não falar com ele? 

Acho esse norma desprezivel). Fui levado à varias comissões, e como não conseguiram nada contra mim, tiraram meus privilégios. No inicio passei quase um ano sofrendo, fiquei aflito, desesperado, porque a organização era naquela epoca, tudo pra mim, (já tive exemplos de irmãos que foram desassociados aqui na Bahia e que se suicidaram por isso, considero isso falta de amor próprio, mas fazer o que se a lavagem cerebral é forte!!!). O mais engraçado, é que um dia acordei pra vida, decidi que não mais iria ao salão do reino e já fazem 4 anos que não entro em um salão do reino. 

Não sou desassociado, mas considerado como tal, pois os irmãos das 08 congregações desta cidade são incetivados a não falarem comigo. Passam por mim e viram o rosto (o engraçado é ver os irmãos atravessarem pro outro lado da rua pra não falarem comigo). Precisei passar por isso, pois não teria acordado, pois antes lutava com unhas e dentes pela organização que se julga "A religião verdadeira". 

Tenho muitos questionamentos sem resposta, mas o que mais me incomoda é: Por que se usa tantas figuras estranhas nas publicações, entre elas muitas com simbolismo massônico? Por que na capa (capa final) do cântico existe um pênis desenhado? Por que o livro novo de Jeremias continua com simbolismo massônico? E por que o "olho que tudo vê" foi colocado na apresentação do "Fotodrama da Criação" por Russel e mantido pela Torre no novo DVD? Sei que Russel era Maçom do 33º grau quando fundou a Wachtower, mas por que o consideram como um dos 144.000? Por que todos os membros do Corpo Governante usam um bendito de um anel? (ainda não visualizei o anel de perto, mas considero isso estranho) Por que se evita tanto falar em Jesus? . Perdão estou escrevendo um jornal - rsrs.

 Não sinto falta dos irmãos, não sinto falta das reuniões. Me sinto um pouco perdido em relação a minha relação com Deus, ainda tentando me encontrar. Não sei como mas recebi um convite de uma entidade americana de nevada(que faz parte do lado negro da força e de quem nunca ouvi falar) que diz estar me procurando a muito tempo, conhecida pelo nome "Illuminati", e de quem recusei o convite, mas que insistem em me escrever (tudo em inglês - rsrs), já pensou: Trocar o sujo pelo mau lavado? Terrivel! Quero me libertar da prisão sem muros e viver o que desperdicei por tanto tempo: Minha vida!!!

 - OBRIGADO POR TER SIDO ACOLHIDO AQUI POR VOCÊS!!! - Abraços a todos que lerem minha apresentação.

4 comentários:

  1. Ridículo, sem conteúdo . E falou nada com nada, pq nada do que você falou aí é verdade, até pq você mesmo disse, nunca fui uma testemunha de Jeová, então como pode saber ?

    ResponderExcluir
  2. Ridículo, sem conteúdo . E falou nada com nada, pq nada do que você falou aí é verdade, até pq você mesmo disse, nunca fui uma testemunha de Jeová, então como pode saber ?

    ResponderExcluir
  3. Entendi seus questionamentos. E te digo onde há fanatismo há loucura!

    ResponderExcluir